Relato do Meu Parto: Normal e Cesárea

Oi gente, tudo bem?
Eu não ia falar sobre esse assunto aqui no blog porque não sou fã de polêmicas, mas uma leitora/amiga pediu e cá estou eu pra relatar como foi meu parto. Escutei a minha gravidez toda que o parto normal era a melhor coisa, que a recuperação era maravilhosa, que era o ideal pra mãe e pro bebê. Passei as 40 semanas com isso na cabeça, e fui preparada pra ter parto normal.
Meu sinal de trabalho de parto foi numa segunda-feira, às 23h. Fui pra maternidade e lá me mandaram voltar pra casa. Como tinha consulta no dia seguinte, fiquei despreocupada. Na consulta do dia seguinte, a médica decidiu me internar, mas a médica do plantão da emergência achou desnecessário. Eu já estava com 40 semanas, sentindo dores, tendo sangramento, mas mesmo assim ela achou desnecessária a minha internação. Bati o pé, chorei, teimei e por fim me internaram. Foram os piores dias da minha vida. Só eu sei o que passei naquela maternidade ao lado do meu namorado que me dava toda força do mundo. Se não fosse ele, eu não sei como seria. Era contração em cima de contração, dor, muita dor, fome, sede, muita sede, e mais contração e mais dor... Era horrível ouvir um monte de mulher gritando e não aparecer uma enfermeira pra ajudar. E quando aparecia, davam bronca por estar berrando sem necessidade. O psicológico fica como? Vi mulheres tendo bebês sozinhas, enfermeiras e médicos chegando já na hora que a criança tava nascendo. Não tive nenhum apoio por parte deles, não tive nenhuma ajuda deles pra nada. Era meu namorado pra tudo: banho, lembrar de me darem medicação, trocar roupas de cama. Depois de 31 horas de trabalho de parto, decidiram fazer a cesárea. Eu já não aguentava mais de dor, e foi um alívio quando recebi a notícia. Samuel nasceu numa quarta-feira, dia 22/07/15, pesando 3.510kg, medindo 52cm, às 17h10 da tarde.
Podem perceber que a cabecinha dele tá roxinha, creio que seja da força que ele fez pra sair mas não conseguia. Foram dias tensos, muito tensos! Só eu sei o que passei naquele lugar e não desejo isso pra ninguém, ninguém mesmo! Hospital público é tudo isso que dizem mesmo, forçam o parto normal até vc não aguentar mais... horrível, foi triste! Minha recuperação foi ótima, os pontos secaram no tempo certo e o que ficou foi uma pequena cicatriz. Amamentei normal, e amamento até hoje. E mais uma vez as enfermeiras não me deram nenhum tipo de apoio nesse assunto. Foi preciso a médica chamar atenção delas para que isso acontecesse. Pra quem não sabe, aqui no Rio, as maternidades públicas só dão alta pro bebê se eles estiverem mamando no peito.
A história foi longa né? Isso pq resumi o máximo que pude rs' espero que leiam!
Curta o blog no facebook pra ficar por dentro das novidades.
Um beijo e até mais 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...